Se “3PÊS” podem ser presos por que não os maus políticos e comunicadores?

Matérias relacionadas ao comentário deste domingo (09), mostram ações dos políticos, seus seguidores e apoiadores através da mídia. Veja abaixo


Parte de um texto que recebi via WhatsApp:
”Os grandes meios de comunicação não se constituem mais em órgãos de “imprensa”, ou seja, instituições autônomas, cujo objeto é a notícia, e que podem ser independentes ou, eventualmente, compradas ou cooptadas por interesses. Eles são, atualmente, grandes conglomerados econômicos que também compõem o complexo financeiro-empresarial que comanda o poder invisível. Portanto, participam do exercício invisível do poder utilizando seus recursos de formação de consciência e opinião.”

Matérias relacionadas: 
Temer e emissoras do SBT-mentem despudoradamente >>>
SBT é obrigado a exibir propaganda ‘neutra’ das reformas >>>
Projeto de 300 casas da CDHU para Dracena Já foi aprovada em 29 Novembro de 2016 >>>
“Temer está pagando muito dinheiro para deputados e senadores” >>>
Meu reino pela conversa entre Evandro Gussi e Temer >>>
Aecio e Jucá são os campeoes de inqueritos na lista do Facchin (Sobre Fábio Faria genro do SS) >>>
Deputado Evandro Gussi(PV) conquista 600 mil para reforma da Santa Casa de Marília >>>
Diretor da JBS diz que filha de Silvio Santos participou de jantar de negociação de propina >>>
“Garanhão”, deputado federal levou R$ 100 mil em doação da Odebrecht >>>
O charme de Temer para o baixo clero >>>
Ratinho entrevista o presidente Michel Temer (vejam a coincidências das datas entre minha postagem e a data da entrevista) >>>

Meu reino pela conversa entre Evandro Gussi e Temer

O deputado Evandro Gussi/PV, esteve nesta terça (04), conversando durante uma hora com presidente Temer, enquanto todos os outros 21 ficaram por apenas meia hora, segundo agenda abaixo, o que despertou a curiosidade deste humilde jornalista o qual fica se perguntando: Será que tem caroço neste angu?

Temer faz nesta terça maratona de audiências com deputados e senadores
Agenda, divulgada pela assessoria, prevê encontros com 22 parlamentares entre 8h e 22h. Presidente foi denunciado na semana passada e cabe à Câmara autorizar o STF a analisar a denúncia

m meio à maior crise política do governo desde que chegou à Presidência, Michel Temer fará nesta terça-feira (4) uma maratona de audiências no Palácio do Planalto para receber, das 8h às 22h, 22 parlamentares, entre deputados e senadores (saiba quem irá ao palácio ao final desta reportagem).

Dos 16 deputados que Temer receberá nesta terça-feira, seis são integrantes da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, colegiado responsável pela primeira análise da denúncia de corrupção passiva contra Temer: Ronaldo Fonseca (PROS-DF), Evandro Gussi (PV-SP), Lelo Coimbra (PMDB-ES), Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), Darcísio Perondi (PMDB-RS) e Roberto de Lucena (PV-SP).

Caberá à CCJ analisar se a denúncia apresentada na semana passada pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente da República por corrupção passiva, com base nas delações dos executivos da J&F, preenche os requisitos constitucionais.

Nesta terça, o presidente da comissão, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), irá anunciar quem será o parlamentar que relatará a denúncia do Ministério Público.
A agenda de Temer prevista para esta terça foi divulgada na noite desta segunda (3) pela Secretaria de Comunicação Social.

ESPECIAL G1: TEMER NA MIRA DA JUSTIÇA
A denúncia foi encaminhada pelo STF à Câmara dos Deputados, a quem cabe autorizar o Supremo a analisar a peça do Ministério Público Federal.
Atualmente, a denúncia está na Comissão de Constituição e Justiça. Na CCJ, os deputados votarão um parecer recomendando a aprovação ou a rejeição da denúncia.

ENTENDA: A TRAMITAÇÃO DA DENÚNCIA
Independentemente do resultado na comissão, a denúncia seguirá para o plenário, onde precisará do apoio de, pelo menos, 342 deputados para ser enviada ao Supremo.

A agenda do presidente
Saiba abaixo quem são os parlamentares que serão recebidos pelo presidente nesta terça, segundo a agenda oficial:
• 08h – deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF)
• 08h30 – senador Wilder Morais (PP-GO)
09h – deputado Evandro Gussi (PV-SP)
• 10h – senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
• 10h30 – Ricardo Barros, ministro da Saúde
• 11h – senador Telmário Mota (PTB-RR)
• 11h30 – deputada Christiane de Souza Yared (PR-PR)
• 12h30 – deputada Bruna Furlan (PSDB-SP)
• 15h – senador Roberto Rocha (PSB-MA)
• 15h30 – deputado Goulart (PSD-SP)
• 16h – senador Pedro Chaves dos Santos Filho (PSC-MS)
• 16h30 – senador José Maranhão (PMDB-PB)
• 17h – deputado Luiz Lauro Filho (PSB-SP)
• 17h30 – deputado Wilson Filho (PTB-PB), vice-líder, e o ex-senador Wilson Santiago, presidente do PTB na Paraíba
• 18h – deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES), líder da maioria na Câmara
• 18h30 – deputado Rogerio Peninha Mendonça (PMDB-SC)
• 19h – deputado José Priante (PMDB-PA)
• 19h30 – deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE)
• 20h – deputado Alfredo Kaefer (PSL-PR)
• 20h30 – deputado Átila Lins (PSD-AM)
• 21h – deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) e deputado Sinval Malheiros (PODE-SP)
• 21h30 – deputado Roberto de Lucena (PV-SP)”

Postado originalmente no G1 – Fotomontagem: Amorim Sangue Novo

Veja vídeo do Jornal Hoje clicando aqui >>>

Leia também:
Temer se encontra com deputados que vão analisar a denúncia contra ele >>>  
Na Câmara, começa a batalha de Temer para sobreviver >>>
Pressão sobre Pacheco cresce >>>
O plano Temer-Gilmar para anular a delação da JBS >>> 

Deputados da região Prudentina ficam em cima do muro

 

Reportagem publicada na Folha neste domingo, (02), mostra que o deputado Evandro Gussi/PV diz não saber qual a sua posição em relação à denúncia que envolve o presidente Temer.

Já o deputado Izaque Silva/PSDB preferiu não vai se pronunciar sobre o assunto

Veja a matéria e como cada deputado se posiciona sobre a denúncia contra Temer clicando aqui >>>

Na foto: Temer, Gussi e presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que também é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro