Errados são os políticos?

Errados são os políticos?

Minha casa minha vida do Lula amorim sange novoCada dia mais estou alicerçando a ideia de que os políticos é que estão certos, posto que, em sua grande maioria, não está nem aí para a população. Por isto mesmo desviam dinheiro do erário público, sendo que a maioria desvia para seus próprios bolsos, não se importam com a saúde que é bem maior que alguém pode ter, e o bem estar da população.

Poderia citar vários e vários outros desmandos e, até acho que eles, os políticos, fazem cursos de como “sacanear” o povo.

Ontem mesmo (15/03), estive lendo sobre o ex-presidente Lula haver dito que um triplex de 215 metros quadrados era humilde para seu uso e o comparou com as casinhas do Minha Casa, Minha Vida e ainda há pessoas que acham que ele está certo, portanto o povo mesmo é que “pede” ou “pediu” esta situação que estamos vivendo no momento.

Pessoas que reconduzem políticos como o da matéria abaixo a qualquer outro posto, que me desculpem o linguajar, mas… tem que se lascar mesmo.

“Cassação tem sido sina de vice, que sofreu processo em todos seus mandatos

HENRIQUE OLIVEIRAApós a derrota no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), na quarta-feira, 9, o vice-governador Henrique Oliveira (SDD) atingiu uma contabilidade ruim para o currículo de qualquer político: ser cassado em todos os mandatos que conquistou. São três até aqui. A primeira cassação foi em 2010, depois de ser o vereador mais votado em 2008. Em 2013, o político teve o mandato de deputado federal cassado, também pelo TRE-AM. Agora sofre a mesma derrota ao chegar ao Palácio do Governo.

De duas, uma  

Das duas primeiras cassações, Henrique Oliveira só conseguiu completar um dos mandatos: o de deputado federal. Isso porque ele conseguiu reverter a cassação de 2013 no próprio TRE-AM.

Tese  

Para se livrar da inelegibilidade na hipótese da cassação atual ser mantida pelo TSE, o vice-governador tem sido aconselhado a alegar à Justiça que a suposta irregularidade do governo que resultou na punição, se houve, ocorreu quando ele era deputado federal, e não tinha influência nas decisões do Executivo.  A teoria já foi defendida no TRE-AM esta semana.

Deixa quieto  

Reunidos essa semana em Brasília, os parlamentares da bancada amazonense falavam de tudo, menos da situação do governador José Melo na Justiça Eleitoral.

Pra não perder…  

Ao falar da eleição para a coordenação da bancada que se aproxima, o senador Omar Aziz (PSD) aproveita a deixa para cutucar o ministro Eduardo Braga, que o antecedeu no posto.

…a viagem  

“É importante o rodízio (na coordenação da bancada). É uma prática que era para existir, e não praticaram mais. To querendo voltar”, comenta Omar. O mandato do coordenador é de um ano. Braga assumiu o posto em 2011, mas não largou a cadeira em 2012.

Embalado  

Animado com o ritmo  de pré-campanha, com o clima nas reuniões comunitárias e com a filiação e adesão de novas lideranças politicas, o pré-candidato a prefeito do PR, Marcelo Ramos, está gravando as novas inserções da sigla.

Na ponta da língua  

Serão 80 inserções em cada emissora de TV e de rádio a partir do dia 18 de abril. “Vamos mostrar uma postura responsável de quem reconhece as dificuldades da cidade, mas tem coragem, energia e criatividade para enfrentá-las”, antecipou Marcelo Ramos.

Quem te viu…  

Irritado com a fala do colega Serafim Corrêa em propaganda do PSB na TV, o petista José Ricardo reclamou no Facebook da memória seletiva de quem escreveu o texto lido pelo ex-prefeito, que, agora, ataca o PT.

…quem te vê

 “O PSB participou de ministérios por vários anos. Nunca teve reclamação. Só saiu quando lançou candidato em 2014.  Se, agora, o PSB entende que os problemas atuais da economia tem algum culpado, é bom ver qual foi seu papel”, disparou José Ricardo.

Treinando  

Pré-candidato a prefeito de Manaus, o deputado federal Hissa Abrahão foi a São Bernardo do Campo (SP), ontem, ajudar o colega Alex Manente (PPS), que quer disputar a prefeitura do município paulista. Hissa foi convidado para palestrar sobre desenvolvimento econômico.

PINGA-FOGO

– Oito conselheiros e procuradores aposentados do TCE-AM fizeram uma visita de cortesia aos novos presidentes da Corte de Contas, Ari Moutinho Junior e Yara Lins.

– Fato raro, a visita foi vista por Ari e Yara como um gesto de prestígio e respeito.

– A PGE ingressou com um recurso no STF tentando salvar da demissão servidores que foram efetivados por meio de um quadro suplementar.

– A licitação de PPP da luz em São Paulo deve enfrentar conflitos na Justiça e uma das causas é a presença na disputa de empresas como a Consladel. A Folha de São Paulo lembrou, essa semana, das confusões em contratos da empresa em Manaus.”

Publicado originalmente no A Crítica