EXCLUSIVO – Eduardo Cunha diz que impeachment de Dilma é golpe

EXCLUSIVO – Eduardo Cunha diz que impeachment de Dilma é golpe
golpe

Veja comentário no Youtube:
”Aos analfabeto políticos e funcionais que vem defender Cunha no Canal.
Não tenho paciência com a burrice ou desonestidade intelectual de quem defende o impeachment DE UMA PRESIDENTA QUE NÃO COMETEU NENHUM CRIME DE RESPONSABILIDADE E DEFENDE UM BANDIDO COMO CUNHA.
NÃO PERCA O SEU TEMPO EM COMENTAR NO MEU CANAL.
E DEIXE DE SER CRETINO, O VÍDEO FOI PUBLICADO DIA 16/04/2016 e a entrevista foi no ano de 2015, de lá pra cá DILMA NÃO COMETEU NENHUM CRIME NEM ANTES NEM DEPOIS DA ENTREVISTA, CUNHA MUDOU DE POSIÇÃO PORQUE A PRESIDENTA DILMA ALÉM DE TIRAR A CORJA DE CUNHA DE FURNAS (O QUE ELE NÃO PERDOA, PORQUE NÃO PÔDE MAIS ROUBAR POR LÁ), O PT NÃO FEZ ACORDO COM ESTE CORRUPTO E VOTOU CONTRA ELE NO CONSELHO DE ÉTICA.
DEIXEM DE SER IDIOTAS, OU SEJAM EM OUTRO CANAL, NÃO AQUI.
http://www.revistaforum.com.br/mariaf…
Quando perguntado sobre a possibilidade de um impeachment, Cunha explica os motivos pelos quais as acusações contra Dilma, mesmo se comprovadas, não se qualificam nos requisitos para um processo de impeachment. (E não, nada mudou, juridicamente, de um ano pra cá, que pudesse tornar esse processo de impeachment qualquer coisa próxima do constitucional).

Cunha também apontou diferenças importantíssimas em relação ao impeachment de Collor em 92 (que nos serve de base de como fazer um impeachment dentro das leis, sem polêmica jurídica). Em 92 houve acusação da procuradoria geral da união, uma CPI foi instaurada, provas contundentes coletadas e posterior condenação de Collor. Somente após isso um processo de impeachment foi acatado pelo então presidente da câmara dos deputados à época.
Philippe Araújo”

Imagem ilustrativa
Leia também:
Eduardo Cunha afirma: Impeachment é Golpe! >>>

O que eles querem é a presidência da Câmara

O que eles querem é a presidência da Câmara
falando_abertamente

“Cunha será preso inevitavelmente”, diz Amorim

Pergunta de Francy Teixeira do Jornal Meio Norte
Você citou a expansão da indústria eólica no Piauí, os dados de emprego e desemprego também se destacam no Estado, com o crescimento de 0,54% no número de contratados nos últimos doze meses, o que representa mais de 1,6 mil postos de trabalho abertos; esse desempenho favorável do Piauí prova que é possível continuar no caminho do desenvolvimento, apesar das dificuldades? A economia foi contaminada pelas divergências políticas?

Resposta de Paulo Henrique Amorim
Essa crise é da Globo e na Globo, se você desligar a Globo, o Brasil melhora, você jamais verá uma notícia sobre o ritmo do emprego no Piauí, jamais verá uma notícia sobre a expansão econômica no Piauí, nordestina de maneira geral, eu estive recentemente no interior da Bahia e é pujante a situação econômica, a cidade de Juazeiro que fica diante de Petrolina, tem o segundo melhor índice de emprego no Brasil, e ninguém diz nada, a agricultura que vem subindo pelo Sul do Piauí nessa fabulosa região do Matopiba, isso jamais será notícia na Globo, a soja que tomou conta do Cerrado jamais será notícia lá, porque isso é muito bom, significa que o Brasil conseguiu produzir grão no Cerrado, e antigamente os professores de geografia diziam que só se produzia grãos em zonas temperadas, nós estamos aqui em Teresina com quase 40 graus e lá embaixo no Sul do Estado estão produzindo soja, ou seja, o Brasil e o Piauí desmentiram a teoria da geografia, porque tem a Embrapa, porque tem o agricultor, porque tem o Governo que dá apoio, porque tem o empresário, tem a pesquisa, isso não interessa a Globo, o jornalismo da Globo é para mostrar um Brasil ladrão, sem-vergonha, mesquinho, incompetente, u Brasil sujo, que envergonha o mundo, então vão lembrar agora dois depoimentos de americanos famosíssimos que estiveram agora no Brasil, um em São Paulo e outro em Brasília, o Prêmio Nobel de Economia Paul Krugman, que é colunista do jornal The New York Times, um jornalzinho de quinta categoria perto do Globo esse gigante da imprensa mundial (em tom irônico), ele acabou de dizer ‘que pessimismo, o Brasil vai virar a esquina, virar a curva daqui a dois anos e vai voltar a ser uma grande economia’, e o Bil Clinton, que se dizia amigo íntimo do Fernando Henrique, que é um urubu, o Fernando Henrique se tornou um urubu, uma ave de mau agouro, movido pelo ressentimento e a inveja, o Bill Clinton disse ‘não vejo porque esse pessimismo, a situação no Brasil é melhor do que em centena de países, então é preciso que o Bill Clinton e o Paul Krugman venham aqui dizer o que nós sabemos, mas que a Globo interdita. Essa chamada crise que nós vivemos, é uma situação difícil, mas nós já vivemos crises piores, ninguém se lembra por exemplo, que o Collor confiscou a poupança, que o FHC ficou de penico na mão três vezes ao FMI, o FHC quebrou o Brasil três vezes.

Leia entrevista completa clicando aqui >>>

“O senhor vai e a pílula fica”: uma carta aberta a Eduardo Cunha

“O senhor vai e a pílula fica”: uma carta aberta a Eduardo Cunha

eduardo cunha
Que a pílula fique e ele vá

Por Nathali Macedo no DCM

“Senhor Deputado,

Ainda o chamo de deputado graças à ineficiência seletiva da justiça brasileira, que não tratou até aqui de colocá-lo no único lugar digno de sua tão nobre presença: a cadeia.

Como tem passado? Tem dormido bem à noite depois de assistir aos noticiários? Espero que esteja desfrutando do sono dos justos. E espero, também, que pause um pouco o seu milionário jogo de tênis na companhia de sua bela esposa para ler esse recado singelo.

Nós sabemos que a sua absurda tentativa de criminalização da pílula do dia seguinte é mais uma ardilosa manobra política para desviar o foco dos recentes escândalos nos quais o senhor está envolvido e que foram noticiados na mídia recentemente. Esta patética tentativa mancha ainda mais o seu filme, que já não é dos melhores. Se o objetivo era desviar o foco, seria mais útil ter vazado um nude na internet.

Não apenas o seu projeto, mas o senhor, em pessoa, representa a completa involução da sociedade brasileira.

Temos vergonha da sua atuação, das suas contas na Suíça e deste projeto que, além de proibir a venda da pílula do dia seguinte, criminaliza a ajuda a mulheres que pretendem abortar fetos frutos de estupro e exige a realização de exame de corpo de delito para comprovar abusos sexuais.

Envergonhamo-nos porque, enquanto a discussão pela criminalização do abordo permanece travada, projetos como este são votados e aprovados na Câmara. Numa patética tentativa de defesa a tão absurda proposta, o senhor declarou: “O projeto quer tratar é da liberdade de consciência. A consciência é inviolável. Não posso obrigar uma pessoa a ser coagida em relação a suas crenças.”

Curiosamente, e deputado não demonstrou tamanha preocupação com a liberdade de consciência quando suas contas milionárias na Suíça foram descobertas. A consciência da justiça brasileira também não parece doer quando se mantém um político tão sujo na Câmara dos Deputados. O senhor só fala em liberdade de consciência para podar – ainda mais, como se fosse possível – a liberdade das mulheres sobre seus corpos.

Deputado, sua consciência, caso fosse minimamente escrupulosa, deveria avisar-lhe que nenhuma mulher precisa ser exposta a um exame de corpo de delito para que aborte um feto fruto de violência sexual. Que ninguém precisa gerar um filho indesejado se, por um infortúnio, outros métodos contraceptivos não funcionarem. Que todas as mulheres têm total liberdade sobre seus corpos e suas escolhas. Sua consciência deveria, aliás, lhe mostrar que o Brasil não precisa de gente como o senhor.

A pílula do dia seguinte é um pedaço ínfimo daquilo que nós realmente desejamos e temos por direito: a incondicional e inviolável liberdade sobre o nosso corpo. Então, é bom que o senhor saiba que a luta pela descriminalização do aborto – e pelo “abortamento” de políticos como o senhor – continua e nem a PL 5069 nem deputados corruptos e hipócritas passarão – não sem que lutemos com todas as armas que podemos alcançar, inclusive indo às ruas.

A postura contra propostas como estas continua combativa, mas não se anime: isso não vai nos fazer desviar o foco dos seus escândalos.

Que o senhor vá e a pílula fique.

Em tempo: o senhor tem contas na Suíça?”