Comindra agradece a Dracenenses e imprensa em geral

Comindra agradece a Dracenenses e imprensa em geral

vamara de dracena casa da vergonhaDiante do descalabro entre a representação do povo e da ganância financeira demonstrada pelos vereadores da cidade de Dracena quando da votação da redução dos valores dos subsídios e número de vereadores (leia), o Comindra lançou nota na qual demonstra deixar a cargo dos eleitores a posição individual de cada um deles diante da urna nas próximas eleições.

De minha parte, confesso que, ao contrário do Comindra, esperava que, ao menos os vereadores tivessem a decência de atender aos anseios da população, não deixando tão evidente suas intenções exclusivas de alimentarem seus próprios bolsos.

rodrigo“CONSELHO MAÇÔNICO FAZ ESCLARECIMENTO SOBRE REJEIÇÃO DE PROJETOS PELA CÂMARA.

O COMINDRA (Conselho Maçom de Dracena) composto pelas Lojas Acácia do Oeste, Patriarca da Independência, União, Justiça e Amor e 2 de Julho, vêm a público através do presente comunicar o que se segue:

1 – Inicialmente, agradecer e parabenizar os 4.217 eleitores dracenenses que exercendo plenamente seus direitos como cidadãos, subscreveram os Projetos de Leis de Iniciativa Popular que foram protocolados junto a Câmara Municipal no último dia 25 de maio, pois como nós, acreditam que somente unidos, poderemos buscar mudanças tão necessárias para nossa cidade. Você subscritor do manifesto não se sinta perdedor, pois ganhamos conhecendo os nossos eleitos.

2 – Em relação à atitude dos nobres vereadores, votando os projetos de iniciativa popular em regime de urgência especial, sem qualquer parecer das comissões e restringindo o direito da participação popular, não nos causou nenhuma estranheza, aliás, não poderíamos esperar atitude diferente, pois procedimento igual foi adotado na votação pela manutenção dos seus subsídios no mês de abril com a duração de longos 3 minutos. Portanto, lamentamos o descaso destes para com todos os cidadãos que assinaram os Projetos de Leis de Iniciativa Popular, onde uma vez mais, políticos que são, aproveitando de um plenário vazio em noite chuvosa, sorrateiramente resolveram os seus problemas, escancarando para todos nós o real interesse que lhes movem.

3 – O COMINDRA até poderia esboçar algum recurso na esfera administrativa (votação e resultado errados) ou judicial, mas preferimos deixar esta incumbência para que você eleitor dracenense de o seu veredicto nas próximas eleições do dia 02 de Outubro. Nós do COMINDRA jamais iremos desistir da defesa intransigente da legalidade, da moralidade, da liberdade, da ética na prática política e no combate sem tréguas da improbidade administrativa e da corrupção, e é com este foco que pretendemos desenvolver campanha voltada junto à comunidade para a valorização do voto para estas eleições.

4 – Por último, um agradecimento especial para toda a imprensa dracenense, imprescindível no alcance do expressivo número de eleitores subscritores dos Projetos de Leis de Iniciativa Popular (único até hoje na recente história de nossa cidade), que de forma geral nós agraciou com apoio e cobertura irrestrita”

Texto original extraído da página de Cláudio José Pasqualeto no Facebook

Imagens: Rodrigo Barone na página União por Dracena no Facebook

Leia também:
Vereadores de Dracena “não estão nem aí” para contribuintes e eleitores >>>
Dracenenses querem redução de salário dos vereadores >>>

Dracenenses querem redução de salário dos vereadores

Dracenenses querem redução de salário dos vereadores
comindra na camafra de dracena

No início da gravação onde cito 1,5% do SM, entenda-se 1,5 SM

Comindra protocolou projetos para redução de salários e vereadores, nesta manhã
“O Conselho Maçônico da Dracena (Comindra) protocolou hoje (25), às 11h, na Câmara Municipal de Dracena, dois projetos de lei (PLs) de iniciativa popular para redução do número e subsídios dos vereadores a partir da próxima legislatura, em 2017.
Nos PLs, o Comindra informa que Dracena possui hoje 34.290 eleitores, sendo necessário para um PL de iniciativa popular, 5% deste eleitorado que corresponde a 1.715 eleitores.
Conforme os documentos, 4.217 eleitores dracenenses subscreveram os projetos de iniciativa popular para redução ao número de vereadores (de 13 para 09), assim como os subsídios, de R$ 4.473,68 (brutos) para R$ 1.320,00 que corresponde a 1,5 salário mínimo.
No mesmo sentido e com o mesmo parâmetro, os projetos incluem a redução no salário do vereador que estiver ocupando a presidência da Câmara Municipal.
O detalhe que chamou a atenção foi a chegada do vereador Pedro Gonçalves Vieira (Pedro Trabuco) que passou de cabeça baixo por entre os presente e não cumprimentou ninguém.
Estiveram presentes ao ato os presidentes das 4 Lojas de Dracena: Patriarca da Independência, 2 de Julho, União Justiça e Amor e Acácia do Oeste, Marcelo Costa dos Santos, Antonio Angelotti Neto, José Laerte Inácio dos Santos e Irani Vazoller (Gaúcho), respectivamente além de Maçõns.”

Postado originalmente no blog do Jorge Zanoni