Virou briga de comadres com direito a baixarias, mentiras e leviandades

Virou briga de comadres com direito a baixarias, mentiras e leviandades

briga de comadresPor Amorim Sangue Novo

Lula diz que: “FHC precisa contar a história de sua reeleição”  e: “Fico triste, porque um homem que foi presidente da República, letrado como ele é, não tinha o direito de falar a bobagem que ele falou”;

Lula diz ainda que se ele (FHC) quisesse falar de corrupção, precisaria contar a história da sua reeleição: “Não teve no nosso mandato ‘engavetador’ no Ministério Público e não teve afastamento de delegado da Polícia Federal por investigar”.

Quanto à disputa de 2018, disse: “Eu estou assustado. Agora, eles já não querem mais atacar a presidente Dilma Rousseff. Eles já estão pensando que tem de balear o Lula, pensando que o Lula vai voltar em 2018. Eu nem sei se vou estar vivo”

Dia 19 passado, FHC afirmou na TV que nunca antes no Brasil “se errou tanto e roubou tanto em nome de uma causa”. “A raiz da crise atual foi plantada bem antes da eleição da atual presidente. Os enganos e desvios começaram já no governo Lula. O que a realidade está mostrando é que nunca antes neste país se errou tanto nem se roubou tanto em nome de uma causa” FHC.

FHC, além disto, ataca ou contra-ataca Lula e o PT, juntamento com seu pupilo e “menino minado” Aécio o qual lidera ataque à presidenta e diz que, a oposição não desistiu de retirar Dilma Rousseff da presidência da República e, juntamente com os partidos, DEM, PPS, Solidariedade e PSC anunciaram a decisão de protocolar na Procuradoria-Geral da República uma representação de crime comum pelas chamadas “pedaladas fiscais” do governo; a petição é assinada pelo jurista Miguel Reale Jr.; “Se deixar de tomar as providências, o doutor Janot será o novo engavetador-geral da República”, disse o deputado tucano Bruno Araújo (PE); “Não há hipótese de o procurador-geral deixar de encaminhar o pedido de ação penal ao Supremo”, disse o líder tucano no Senado, Cássio Cunha Lima (PB).

Conforme se vê, não há interesse de lado algum de nenhum político em reconstruir o país, mas estão visando as eleições de 2018, usando argumentos sobre situações em que ambos estão envolvidos de forma direta ou indireta.

Vejo ainda que seria mais interessante que o Lula colocasse sua experiência à disposição da presidenta e da nação e que o FHC seria mais útil ao país se, ao invés de tentar destruir, ajudasse a construir , já o senador Aécio deveria estar trabalhando no senado, até para fazer jus aos seus subsídios ao invés de dispensar horas atacando aos políticos e partidos.