“O senhor vai e a pílula fica”: uma carta aberta a Eduardo Cunha

“O senhor vai e a pílula fica”: uma carta aberta a Eduardo Cunha

eduardo cunha
Que a pílula fique e ele vá

Por Nathali Macedo no DCM

“Senhor Deputado,

Ainda o chamo de deputado graças à ineficiência seletiva da justiça brasileira, que não tratou até aqui de colocá-lo no único lugar digno de sua tão nobre presença: a cadeia.

Como tem passado? Tem dormido bem à noite depois de assistir aos noticiários? Espero que esteja desfrutando do sono dos justos. E espero, também, que pause um pouco o seu milionário jogo de tênis na companhia de sua bela esposa para ler esse recado singelo.

Nós sabemos que a sua absurda tentativa de criminalização da pílula do dia seguinte é mais uma ardilosa manobra política para desviar o foco dos recentes escândalos nos quais o senhor está envolvido e que foram noticiados na mídia recentemente. Esta patética tentativa mancha ainda mais o seu filme, que já não é dos melhores. Se o objetivo era desviar o foco, seria mais útil ter vazado um nude na internet.

Não apenas o seu projeto, mas o senhor, em pessoa, representa a completa involução da sociedade brasileira.

Temos vergonha da sua atuação, das suas contas na Suíça e deste projeto que, além de proibir a venda da pílula do dia seguinte, criminaliza a ajuda a mulheres que pretendem abortar fetos frutos de estupro e exige a realização de exame de corpo de delito para comprovar abusos sexuais.

Envergonhamo-nos porque, enquanto a discussão pela criminalização do abordo permanece travada, projetos como este são votados e aprovados na Câmara. Numa patética tentativa de defesa a tão absurda proposta, o senhor declarou: “O projeto quer tratar é da liberdade de consciência. A consciência é inviolável. Não posso obrigar uma pessoa a ser coagida em relação a suas crenças.”

Curiosamente, e deputado não demonstrou tamanha preocupação com a liberdade de consciência quando suas contas milionárias na Suíça foram descobertas. A consciência da justiça brasileira também não parece doer quando se mantém um político tão sujo na Câmara dos Deputados. O senhor só fala em liberdade de consciência para podar – ainda mais, como se fosse possível – a liberdade das mulheres sobre seus corpos.

Deputado, sua consciência, caso fosse minimamente escrupulosa, deveria avisar-lhe que nenhuma mulher precisa ser exposta a um exame de corpo de delito para que aborte um feto fruto de violência sexual. Que ninguém precisa gerar um filho indesejado se, por um infortúnio, outros métodos contraceptivos não funcionarem. Que todas as mulheres têm total liberdade sobre seus corpos e suas escolhas. Sua consciência deveria, aliás, lhe mostrar que o Brasil não precisa de gente como o senhor.

A pílula do dia seguinte é um pedaço ínfimo daquilo que nós realmente desejamos e temos por direito: a incondicional e inviolável liberdade sobre o nosso corpo. Então, é bom que o senhor saiba que a luta pela descriminalização do aborto – e pelo “abortamento” de políticos como o senhor – continua e nem a PL 5069 nem deputados corruptos e hipócritas passarão – não sem que lutemos com todas as armas que podemos alcançar, inclusive indo às ruas.

A postura contra propostas como estas continua combativa, mas não se anime: isso não vai nos fazer desviar o foco dos seus escândalos.

Que o senhor vá e a pílula fique.

Em tempo: o senhor tem contas na Suíça?”

Uma carta aberta ao Tenente Desidério

Uma carta aberta ao Tenente Desidério
Por Amorim Sangue Novo
Meu caro amigo Tenente Desidério, em nome do respeito e da admiração que sinto por sua pessoa é que tomo a liberdade de usar o termo rapaz, no final desta mensagem, parafraseando a letra da música Boa Palavra, de Caetano Veloso (aliás, já usei este mesmo titulo uma outra vez na minha página no JusBrasil –veja-).
Confesso que me emocionei com suas palavras ao “Dr. Orlando “ e não sabia desta sua trajetória de garçom.
Seu texto reflete toda a realidade sobre os políticos e a sociedade, por isto tem a minha solidariedade e compreensão.
Fica comigo a certeza da perda de um grande nome na política, mas a satisfação de saber que a Sra. Desidério continuará a ter um grande homem ao lado.
“Boa palavra rapaz, é assim que um homem faz”
Abaixo texto fiel do Tenente Desidério:
tenente desidério
“FILIAÇÃO PARTIDÁRIA: Desistência.
Meu valoroso Amigo Doutor ORLANDO PADOVAN:
Vossa Excelência sabe muito bem que sou seu fã incondicional havia mais de 40 anos quando eu era garçom no Restaurante Apolo.
Vossa Excelência fazia questão de ser atendido por mim e, isso me deixava muito orgulhoso.
Com o semblante sério e carrancudo o senhor transmitia confiança e essa postura contribui para que eu optasse pela carreira militar e as ciências jurídicas.
Não me arrependi, porque me espelhei no senhor e “TUDO DEU CERTO” em minha trajetória profissional.
Sempre acreditei e acredito em sua postura honesta e devotada à legalidade.
Vossa Excelência é um homem que não dá “TAPINHAS NAS COSTAS” para fazer política e roubar o dinheiro do povo:
Vossa Excelência é um Prefeito HONESTO!!!
O Brasil está contaminado pela CORRUPÇÃO e, uma andorinha só não faz verão.
Desisto de minha filiação ao PARTIDO DEMOCRATA e de minhas propostas como possível candidato a Vereador.
A minha esposa é uma mulher sábia e me aconselhou a não me envolver com POLÍTICA, porque o saudoso ENÉAS perdeu parte de sua fortuna financeira e, também, sua família por conta do seu IDEALISMO POLÍTICO junto ao PRONA:
Eu não quero perder a MULHER que amo e a estabilidade financeira que adquiri, por conta de minha dedicação aos estudos e ao trabalho “duro” durante 30 anos, correndo “RISCO DE MORTE” na cidade de São Paulo como policial-militar compromissado com a defesa da SOCIEDADE.
Eu não quero perder a minha Família defendendo parte de uma SOCIEDADE HIPÓCRITA e CONFORMISTA com a atual Política Econômica que defende esse covil de ladrões que se locupleta “TIRANDO O COURO” da Classe Média!!!
E que a “FARRA LEGISLATIVA” continue, como sanguessuga, mamando nas “TETAS DO ESTADO”.
O Brasil está “FALIDO”… totalmente falido… somente um tolo não percebe isso!!!
Talvez seja melhor eu me encolher e esperar a DITADURA DO PROLETARIADO ser implantada no Brasil:
Juro que vou plantar e cortar cana com muito prazer ao lado de “POLÍTICOS, EMPRESÁRIOS e JORNALISTAS CHAPAS BRANCAS” que acreditam na retomada do desenvolvimento por vias democráticas.
Não acredito em mais nada:
NEM NAS FORÇAS ARMADAS que têm o dever constitucional de defender a Democracia e a Soberania Nacional.
Estamos caminhando, em passos largos, para a cubanização do BRASIL.
E esse POVO ALIENADO que acredita que o POPULISMO irá distribuir riquezas vai se decepcionar quando perceber que recebeu uma GROSSA FATIA de miséria!!!
O problema com o comunismo é que um dia o dinheiro dos outros acaba e quando isso acontecer, a DITADURA DO PROLETARIADO já se apoderou dos bens públicos, espoliou os bens particulares e distribuiu a miséria ao povo que acreditou nessa mentira… então será TARDE DEMAIS!!!
Atenciosamente.
TENENTE DESIDÉRIO.”
Referência:
Tenente Desidério é morador na cidade de Pirapozinho/SP e Trabalhou no Setor de Justiça e Disciplina da Polícia Militar do Estado de São Paulo e há dias atrás anunciou a sua possível candidatura a vereador. A referência é ao prefeito de Pirapozinho, Orlando Padovan, eleito em 2012 com 51,98% dos votos válidos.