Aécio pagou R$ 360 mil a Moraes e vai sabatiná-lo no Senado

A Coligação Muda Brasil fez a transferência do valor de R$ 364.652, 98 para a empresa Alexandre de Moraes Sociedade de Advogados por serviços jurídicos

A campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG) pagou mais de R$ 360 mil ao escritório de advocacia de Alexandre de Moraes (recém-desfiliado do PSDB) durante a disputa pela Presidência da República de 2014. Membro titular da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado), o tucano participará na terça-feira (21) da sessão de sabatina de Moraes, indicado para ser ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

A Coligação Muda Brasil fez a transferência do valor de R$ 364.652, 98 para a empresa Alexandre de Moraes Sociedade de Advogados por serviços jurídicos, como mostram dados da prestação de contas disponíveis no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Moraes afirmou, por assessoria de imprensa, que “prestou serviços de consultoria jurídica nas áreas de Direito Constitucional e Administrativo, inclusive com a elaboração de argumentos, pareceres e memoriais”. À época, o advogado não era partidário do PSDB. Moraes se filiou à sigla em dezembro de 2015, quando era secretário de segurança pública de São Paulo na gestão de Geraldo Alckmin, e pediu recentemente sua desfiliação, ao ser indicado pelo presidente Michel Temer (PMDB) para uma cadeira no STF.

Antigo cliente de Moraes, Aécio é um dos senadores que terão a oportunidade de formular questões ao futuro ministro da Suprema Corte, e não há nenhuma objeção legal que o impeça de participar, mesmo tendo relações anteriores com o sabatinado. Como preza a Constituição, o indicado ao STF deve passar por uma sabatina da CCJ composta por 27 parlamentares, entre titulares e suplentes, em que deve ser questionado sobre questões polêmicas, seu passado, opiniões e como pretende desempenhar a função.

Fonte: DCM

Jurista “detona” Alexandre de Moraes

Luiz Flávio Gomes comenta a indicação de Alexandre de Moraes para ministro do STF

Numa cleptocracia (governo de ladrões), em virtude da baixa estatura moral das elites dirigentes (feitas as devidas ressalvas), pode se chegar ao disparate de alguns ladrões escolherem (aprovarem) seus juízes.

Isso vai ocorrer no caso de Alexandre de Moraes (que foi indicado e saiu, diga-se de passagem, de dentro de um governo repleto de encrencados com a polícia e/ou com a Justiça).

Dos 81 senadores que (majoritariamente) aprovarão o nome de Alexandre de Moraes para ministro do STF, quarenta e quatro (44) deles são réus já condenados ou investigados ou processados ou delatados. Ou seja, estão encrencados com a polícia e/ou com a Justiça (ver Congresso em foco,16/2/17).

É isso que se tornou intolerável para a cidadania brasileira, que tem que protestar contra esse estado abominável de coisas. A chapa do governo despudorado que quer “estancar a sangria” da Lava Jato está esquentando. Temer já caiu para (só) 10,3% de aprovação (CNT-MDA, fev/17).

Dia 26/3 está chegando. Vamos todos para as ruas, sem prejuízo de nos mantermos mobilizados nas redes sociais. O povo da Romênia foi para as ruas contra suas elites corruptas (no começo de fevereiro) e venceu. Foi revogada a lei que pretendia anistiar a corrupção.

O Brasil tem solução, mas para isso precisamos:

(1) melhorar a qualidade dos agentes públicos, mediante concursos limpos e exigentes (isso pressupõe implantar uma educação de qualidade para todos);

(2) banir da vida pública e empresarial corrupta (definitiva ou temporariamente) todos os barões ladrões que se especializaram em roubar o dinheiro público e explorar a sociedade brasileira por meio de um sistema de rapinagem (a LJ vai eliminar alguns; o restante dos corruptos temos que limpar pelo voto faxina);

(3) ter o cuidado de não cair nas tentações populistas de direita ou de esquerda, evitando-se ademais bandeiras que querem acabar com a democracia para implantar uma intervenção ditatorial que se mantém por meio da censura, dos assassinatos e da tortura.

Veja os senadores citados (Congresso em foco, 16/2/17):

Alexandre de Moraes ser escolhido no Senado por alguns ladres 44 senadores esto encrencados com a polcia eou Justia

LUIZ FLÁVIO GOMES, jurista – Cidadania vigilante e combate à corrupção, novas lideranças éticas e direito criminal. Estou no luizflaviogomes. Com

Leia também:
A reputação “ilibada” de Alexandre de Moraes >>>