Prefeitos poderão voltar casa

Secretário de desenvolvimento da cidade de Lucélia/SP perde cargo

AC ACIO E JOÃO

Morando na cidade de Adamantina, onde atuou como Secretário Municipal de Cultura e Turismo, em sua página no Facebook Acácio cita textualmente: “Pessoas, na data de hoje (23/03) fui desligado da Prefeitura de Lucélia, onde desde janeiro de 2013 eu era Secretário de Desenvolvimento Municipal. Ao longo de mais de dois anos foram muitos os desafios vencidos e outros que ainda precisam ser superados pela administração municipal. Ao longo desse período fui bem recebido por grande parte das pessoas da cidade e lideranças, e fui mostrando a cada um – com meu trabalho – meu objetivo de contribuir com a cidade. Fiz minha parte, no que coube dentro da minha capacidade, e naquilo que foi permitido. Agradeço a cada um daqueles com os quais ampliei minha relação de amizade, pois conheci muitas pessoas e delas levarei as melhores lembranças. Saio também com um novo aprendizado, em muitos aspectos, que ampliaram minha bagagem de informação e conhecimento para os novos desafios que virão. É a vida que segue!”

Segundo um morador de Lucélia, que não quer se identificar, Acácio sofria muitas críticas por não residir na cidade.

Não vejo na falta de residência na cidade um argumento válido para desligamento de quaisquer funcionários visto que, neste caso, entre uma cidade e outra a distância (12 km) é mínima, em relação a grandes municípios, e principalmente por haver políticos e assessores que percorrem distâncias que superam 45 quilômetros para desempenharem suas funções.

De qualquer maneira, se a moda pega, por este e outros motivos, vai ter prefeito voltando pra seu lar doce lar logo, logo

Na foto do Google (editada por Amorim Sangue Novo): Acácio e o prefeito Osvaldo Alves Saldanha