Executivo de Dracena não atende pedido de cidadão e é denunciado em site

Cidadão dracenense solicita informações sobre gastos com viagens do Executivo, não é atendido em tempo hábil, conforme determinado manda a lei, e sugere que o prefeito poderá responder por ato de improbidade administrativa

“Alguém sabe qual o custo das viagens oficiais do Prefeito?

“+ TRANSPARÊNCIA. No Podemos, transparência é compromisso. Você terá ligação mais direta com seu parlamentar, conhecendo mais a fundo seu representante, o que defende e suas decisões. Acreditamos ser dever de todo o representante político mostrar para a sociedade quais são suas propostas, causas e bandeiras defendidas. Defender a transparência é defender o olhar da população no trabalho dos seus representantes.” Esse texto está no site institucional do Podemos, partido político do atual prefeito de Dracena.

“A Lei de acesso a informação está sendo cumprida fielmente pela administração municipal! Todos os pedidos de informação são respondidos! Basta utilizar o e-SIC, ouvidoria ou protocolar o requerimento na Prefeitura!” Esse foi um comentário postado em 19/07/2017 pelo Secretário de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão de Dracena, Thiago Vicente dos Santos, em uma postagem que fiz no meu perfil no facebook”
Leia a matéria completa clicando aqui >>>

Cliqu aqui para ver o comentário do secretário na íntegra >>>

Leia também:
“Batata” do prefeito de Dracena “está assando” na Câmara >>>
Conheça a Lei de Acesso a Lei de Acesso à Informação >>>
Direito a liberdade de expressão >>>

Com 1,1%, Aécio vira cadáver político em Minas

Pesquisa realizada pelo instituto GPP aponta que o senador tucano, um dos mais delatados na Lava Jato, só teria 1,1% dos votos para presidente da República em seu próprio Estado; dado mostra que Aécio Neves, investigado por esquemas de corrupção em Minas e flagrado recentemente pedindo R$ 2 milhões em propina ao empresário Joesley Batista, se afundou politicamente depois de ter atuado como o principal articulador do golpe contra Dilma Rousseff, afundando o Brasil na maior crise econômica de sua história

Pesquisa eleitoral revela que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), após ter atuado como o principal articulador do golpe contra Dilma Rousseff, afundando o Brasil na maior crise econômica de sua história, virou um cadáver político em Minas Gerais.
Dados de um levantamento realizado pelo instituto GPP, divulgados pela Carta Capital, apontam que o senador tucano, um dos mais delatados na Lava Jato, só teria 1,1% dos votos para presidente da República em seu próprio Estado.

Investigado por esquemas de corrupção em Minas, estado que governou, e flagrado em gravação recentemente pedindo R$ 2 milhões em propina ao empresário Joesley Batista, da JBS, Aécio piorou drasticamente no cenário eleitoral desde as eleições de 2014.

Naquele ano, quando foi derrotado para Dilma na disputa presidencial, Aécio também já havia perdido em Minas, registrando 45,6% dos votos.

Da redação com Brasil247