Evandro Gussi é um dos privilegiados, mas… nem tanto

Na atual legislatura, iniciada em fevereiro de 2015, os deputados federais brasileiros já colocaram em tramitação milhares de novos projetos – 12.416, para ser específico, segundo números da plataforma InteliGov, de inteligência em relações governamentais

Matérias relativas:
Câmara só aprovou 2,6 dos projetos apresentados desde 2015 >>>
Deputado custa até R$ 2 milhões por ano aos brasileiros >>>
Espaço físico da Câmara e visitas >>>
Temer sanciona lei do RenovaBio, que cria política de incentivo a biocombustíveis >>>
Com barba por fazer e olheiras Gussi fala sobre a aprovação do Renovabio >>>

Observação:
Onde cito que Brasilia foi inaugurada e 1961 entenda inaugurada em 21 de abril de 1960

Insatisfação com políticos cada dia aumenta mais

Políticos estão sendo hostilizados nas ruas, redes sociais a até por colegas de partido


Insatisfação com Doria
“Políticos com história dentro do PSDB, os deputados Roberto Engler, Barros Munhoz e João Caramez (que assumiu como suplente de Mauro Bragato, que perdeu o mandato) contam que decidiram ir ao PSB por apoio a França e por não se sentirem representados por Doria. Só Engler e Munhoz, juntos, receberam 317,4 mil votos em 2014.

“Tenho 42 anos de vida pública. Entendo que essa eleição para governador e presidente é vital para o Brasil. A primeira característica de um bom político é não mentir e ter palavra. Por isso, não posso aceitar a candidatura de Doria a governador”, justifica Barros Munhoz.”

Leia a matéria completa clicando AQUI >>>

Vídeo relativo

Leia também:
Michel Temer é rejeitado por 70% dos brasileiros, aponta Datafolha >>>