Prefeitos poderão voltar casa

Secretário de desenvolvimento da cidade de Lucélia/SP perde cargo

AC ACIO E JOÃO

Morando na cidade de Adamantina, onde atuou como Secretário Municipal de Cultura e Turismo, em sua página no Facebook Acácio cita textualmente: “Pessoas, na data de hoje (23/03) fui desligado da Prefeitura de Lucélia, onde desde janeiro de 2013 eu era Secretário de Desenvolvimento Municipal. Ao longo de mais de dois anos foram muitos os desafios vencidos e outros que ainda precisam ser superados pela administração municipal. Ao longo desse período fui bem recebido por grande parte das pessoas da cidade e lideranças, e fui mostrando a cada um – com meu trabalho – meu objetivo de contribuir com a cidade. Fiz minha parte, no que coube dentro da minha capacidade, e naquilo que foi permitido. Agradeço a cada um daqueles com os quais ampliei minha relação de amizade, pois conheci muitas pessoas e delas levarei as melhores lembranças. Saio também com um novo aprendizado, em muitos aspectos, que ampliaram minha bagagem de informação e conhecimento para os novos desafios que virão. É a vida que segue!”

Segundo um morador de Lucélia, que não quer se identificar, Acácio sofria muitas críticas por não residir na cidade.

Não vejo na falta de residência na cidade um argumento válido para desligamento de quaisquer funcionários visto que, neste caso, entre uma cidade e outra a distância (12 km) é mínima, em relação a grandes municípios, e principalmente por haver políticos e assessores que percorrem distâncias que superam 45 quilômetros para desempenharem suas funções.

De qualquer maneira, se a moda pega, por este e outros motivos, vai ter prefeito voltando pra seu lar doce lar logo, logo

Na foto do Google (editada por Amorim Sangue Novo): Acácio e o prefeito Osvaldo Alves Saldanha

Bragato grava entrevista com o Conselheiro do TCE

bragato e donyO deputado Mauro Bragato/PSDB participou da gravação do programa Arena Livre, da TV Assembleia, entrevistando o conselheiro corregedor do Tribunal de Contas de São Paulo, o ex-deputado estadual Sidney Beraldo.

Com a apresentação do jornalista Jorge Machado e o deputado Orlando Bolçone/PSB falaram sobre o Índice de Efetividade da Gestão Municipal, indicador que medirá, a partir deste ano, a qualidade dos investimentos e gastos promovidos pelos municípios paulistas.

O programa será exibido na próxima segunda-feira, 30/03, às 21 horas.

Para assistir a TV ALESP, clique aqui >>>

Da redação – Na foto do arquivo do Panô City: Bragato e Dony, colunista do Sem medo da verdade e suplente de vereadora pelo PSDB

 

Crimes contra policiais poderão se tornar hediondos

 

COMUNICADO FLAVIO BOLSONARO

Rio de Janeiro, 24 de março de 2015.

Meus Amigos,

Entreguei ontem ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mais de 160 mil assinaturas de apoio a projeto de lei que torna hediondos os crimes cometidos contra as vidas de policiais e demais agentes da segurança pública. (leia e comente:

Cunha se comprometeu em dar urgência na tramitação da proposta, cuja redação deverá ser definida em reunião da bancada da segurança pública da Câmara hoje, e poderá ser votada no plenário ainda nesta semana.

Parabéns a todos que assinaram petições com o mesmo sentido, especialmente aos Policiais Militares que me receberam em seus batalhões e também participaram do abaixo assinado.

Agradeço ao Coronel PM Íbis, Chefe de Gabinete do Comandante-Geral da PMERJ, ao Deputado Eduardo Bolsonaro (PSC/SP) e à Cabo PM Flávia Louzada, que me acompanharam em mais esse passo em prol da segurança jurídica de que nossos agentes da segurança pública tanto necessitam para melhor atender à sociedade.

Atentar contra as vidas desses servidores é também atacar o próprio Estado.

FLÁVIO BOLSONARO
Deputado Estadual RJ