Seria cômico se não fosse trágico

fogo-no-barBar pega fogo e doze bêbados morrem tentando apagar o incêndio jogando cachaça

Em Teresina (PI) um bar pegou fogo e matou doze bêbados. Segundo o corpo de bombeiros, os bêbados só morreram porque tentaram apagar o fogo jogando cachaça e outras bebidas que contém álcool, incendiando ainda mais o ambiente.

Uma vitima que conseguiu sobreviver disse que viu os colegas correndo, com garrafas de cachaça, para jogar em cima do fogo e apagar as chamas, mas o álcool só incendiou mais. “Um amigo encheu um balde de cachaça e jogou em cima do fogo e virou um torresmo no mesmo momento, foi uma cena muito triste”, disse.

Um bombeiro disse que os bêbados foram queimados pelo fogo mais rapidamente porque estavam todos com muito álcool no sangue.

A polícia abriu inquérito para apurar a causa do incêndio. O delegado chegou à conclusão que a pessoa que colocou fogo no bar foi a mulher de um bêbado que estava bebendo no local há 2 dias seguidos.

Taca-lhe pau, Luciana

camara-d-panorama

Por Amorim Sangue Novo

Até fins do ano passado a vereadora de Panorama, Luciana Ferreira (PSDB), dentro de suas atribuições no Legislativo, teve uma postura pouco produtiva, tanto que por diversas cobrei uma posição de enfrentamento da oposição (veja vídeo), quanto aos problemas da cidade, principalmente daqueles que tiveram apoio do PSDB.

Já neste ano, Luciana está começando a se superar. Isto também foi verificado na sessão desta terça (14), quando apresentou um Projeto de Lei, visando agendamento de paciente através de telefone (leia).

Luciana também fez indicação para que se estude a possibilidade de construir uma rotatória na Avenida Benigno Vermelho, no cruzamento com as Ruas Júlio Barata e Rua Ivan Inácio da Silva, no Bairro Nosso Teto.

A vereadora pede também a concessão de auxílio-alimentação aos Conselheiros Tutelares, no mesmo valor concedido aos Servidores Públicos do Município de Panorama, o que em minha visão, é uma das mais justas.

Mas o que me deixa pasmo é a indicação verbal da vereadora para que se tome providencias quanto ao vazamento existente na parte interna do palco da Praça do Povo, visto que, em pleno período em que se discute a possível falta de água em todo o planeta e que diversas prefeituras já estão “correndo atrás” para que haja a contenção de consumo em excesso, haja tal tipo de inércia do Executivo.

Mas pasmo ainda fiquei ao saber (esta eu ignorava), que os banheiros da referida praça ficam fechados durante o dia, -até ao que eu saiba, uma vontade de defecar pode acontecer a qualquer momento- e aí entrou, outra vez, a Luciana que indicou que os banheiros permaneçam abertos durante todo o dia.

Luciana foi mais além no assunto, solicitando que seja designada uma funcionária para limpar os banheiros todos os dias e também durante os eventos, haja vista que o mesmo fica sem condições de uso.

O que os vereadores de todo o país precisam verificar é que, quando há um Executivo “fraco”, ações como estas deverão ser indicadas em detrimento de outras ações que cabem ao Legislativo, mas, entre ficar ociosos e omissos, como a grande maioria e agir como fiscais gerais e diretores administrativos e gerais, de trânsito e de obras ou quaisquer outros que não funcionam, melhor tomarem para si as atribuições destes, justificando assim os subsídios que lhes são pagos por todos os contribuintes.

Nas fotos do arquivo do Jornal Digital Panô City, Câmara e Prefeitura de Panorama