“Quem pariu Matheus que o embale”

Comentário do presidente do Sincomerciários define a responsabilidade de cada um ao elegemos corruptos ou incompetentes para os cargos no governo

Se alguém cria algum problema, deve ser responsável por ele. A expressão “Quem pariu Mateus que o embale” tem uma origem não bem definida. Uma possível explicação é a de que Jesus decidiu acolher Mateus entre seus discípulos, mesmo sendo ele um cobrador de impostos para Herodes Antipas, o tetrarca da Galileia.

Após o chamado, Mateus convidou Jesus para um banquete em sua casa. Ao ver isto, Jesus foi criticado pelos fariseus, por cear com coletores de impostos e pecadores. Segundo eles, só seria capaz de gostar de um cobrador de impostos a sua própria mãe. Somente ela, havendo parido Mateus, teria a obrigação de embalá-lo.

Pois bem, isso significa responsabilidade pelos próprios atos e responsabilidade requer pensar antes de decidir, para depois não ter de arcar com as consequências. E assim é no atual cenário brasileiro. O quadro político dos dias de hoje é reflexo das nossas próprias decisões.

Somos nós que elegemos corruptos ou incompetentes para os cargos no governo. E para que fique bem claro, não estamos falando do político ou política A ou B. Estamos falando de todos. E se está essa desgraça para todo o Brasil, a culpa é dos eleitores, são eles que votam em qualquer um que aparece pela frente, em troca de meia dúzia de favores, de uma promessa de emprego, de uma dentadura, de um par de sapatos. As pessoas não entendem que voto não se vende, não se troca, não se joga fora.

Voto é sagrado e só deve ir para a urna depois de muita reflexão. É até engraçado, para não dizer triste, quando um trabalhador vota no primeiro patrão engomado com cara de bom moço que aparece na televisão e depois vem reclamar que o salário não sobe, que as condições de emprego não são boas. E que ele esperava? Ir morar na mesma casa do patrão que ele elegeu?

Nós, sindicalistas, vemos isso todos os dias. O empregado vai até o sindicato, reclama da situação econômica, pergunta como estamos resolvendo isso no Congresso, mas nem lembra em quem votou.

Daí, quando chegamos lá em Brasília, encontramos uma maioria esmagadora de patrões contra nós e ficamos nos perguntando porque aquele trabalhador deu uma procuração para alguém trabalhar contra ele mesmo e nem lembra disso, nem sabe disso.

E assim é, democracia é uma droga, mas não inventaram nada melhor para por no lugar dela, então cada um deve assumir a sua responsabilidade na hora de votar, pensar, refletir, ver a importância do deputado, do senador, do vereador, do prefeito, do governador e do presidente.

Saber em quem está votando, se está do seu lado, se seus ideais são os mesmos.

Enfim, porque depois de passada a eleição, já era, cada um que assuma a sua responsabilidade e “Quem pariu Matheus que o embale”.

Imagem^Provérbios Populares

Facebook
Youtube

Im

Sobre Amorim Sangue Novo

Amorim Sangue Novo, é jornalista--Mtb/SP 59858, contador-CRC/SP 842.156 e especialista em hardware (Desenvolvedor Microsoft). Foi colunista no jornal interno da Lion/Caterpillar, criou e foi redator chefe do jornal interno da Adubos Vianna e é Ex-Diretor de Trânsito na cidade de Panorama. Diretor na Amorim Informática e Jornalismo. atua como editor dos sites Jornal Digital Panô City -www.panocity.com.br- e Sem medo da verdade -www.semmedodaverdade.com.br- e mantém páginas em diversos outros sites e blogs.
Esta entrada foi publicada em Amorim Sangue Novo, Opinião, Política e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.