Minha religião é Deus

Minha religião é Deus

Por Amorim Sangue Novo
Semana passa o Diário do Centro do Mundo fez uma postagem com o título: “Recordar é viver: mostrando respeito aos símbolos religiosos, pastor chutou a santa”, trazendo um “trecho da reportagem do Jornal Nacional no dia seguinte ao programa da Record, na qual o bispo-apresentador dá uns chutes em uma imagem católica”, o que todos poderão ver no vídeo abaixo.”

Já há algum tempo não frequento qualquer tipo de igreja, sendo que a última que fui foi para fazer uma reportagem há uns três anos atrás.

Há uns cinco anos, curioso para saber como funciona uma determinada igreja, resolvi ir até uma “filial” delas.

Ao chegar à porta me senti como quem está entrando em uma boate tal a quantidade de “seguranças” na porta. Olhando para dentro vi um monte de “cicerones”. Acho que eles iriam me guiar para algum lugar de destaque para quem faz a primeira visita, uma vez que os “recepcionistas” haviam me perguntado se era a primeira vez que me dirigia ao digamos; estabelecimento.

Como achei que o assédio para que eu entrasse era muito grande, senti como se tivesse um letreiro piscando em minha testa, no qual estava escrito. mais um, mais um, mais um.

Para decepção dos “anfitriões, resolvi não entrar e voltei para casa pensando: seria eu “a próxima vítima”?
Acho que não, pois minha religião é Deus