Falar algo que não seja contra o governo Dilma pode ser uma temeridade

Falar algo que não seja contra o governo Dilma pode ser uma temeridade
samuel rosaPor Amorim Sangue Novo
Confesso que nunca fui adepto do tipo de música que faz o Grupo Skank, porém não tenho nada contra. Com relação às ações pessoais de alguns deles prefiro não opinar, pois sempre defendi o livre arbítrio.

Porém, independentemente da declaração abaixo, tenho visto um certo amadurecimento do líder do grupo, Samuel Rosa e, este seu pronunciamento reflete exatamente o que vejo no país.

Leia trecho publicado no Brasil/247
“Tenho idade suficiente para ver que o Brasil mudou muito de 20 anos para cá. Não que eu esteja satisfeito, mas tivemos ganhos. Algumas coisas melhoraram muito”; segundo ele, nunca se falou tanto sobre corrupção, condenou tanta gente”; “Eu manteria a Dilma até acabar o mandato dela. É uma instituição democrática. E não pesa contra ela nada, de que roubou” Samuel Rosa diz ainda que sente “certo receio de ser apedrejado” ao analisar o país.
Leia matéria completa clicando aqui >>>

Sobre Amorim Sangue Novo

Amorim Sangue Novo, é jornalista--Mtb/SP 59858, contador-CRC/SP 842.156 e especialista em hardware (Desenvolvedor Microsoft). Foi colunista no jornal interno da Lion/Caterpillar, criou e foi redator chefe do jornal interno da Adubos Vianna e é Ex-Diretor de Trânsito na cidade de Panorama. Diretor na Amorim Informática e Jornalismo. atua como editor dos sites Jornal Digital Panô City -www.panocity.com.br- e Sem medo da verdade -www.semmedodaverdade.com.br- e mantém páginas em diversos outros sites e blogs.
Esta entrada foi publicada em Amorim Sangue Novo, Opinião, Política e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.