Cunha: O cancro que deve ser extirpado

Cunha: O cancro que deve ser extirpado
eduardocunha

Sai Cunha, entra Maranhão, mas o samba continua desafinado

Pela primeira vez em meses, o governo e a oposição concordaram: a decisão provisória do Supremo Tribunal Federal de suspender Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, réu na Lava-Jato e segundo na linha de sucessão presidencial após a posse iminente do ainda vice Michel Temer, “por não ter qualificações pessoais mínimas para substituir o presidente da República” mereceu os aplausos da esquerda à direita. Mas Waldir Maranhão, o interino que substitui Cunha na Câmara, também é investigado no Petrolão.

Postado originalmente no DN de Portugal

Leia também:
Cunha afastado e substituído por outro investigado na Lava-Jato >>>
Nem bem assumiu Cunha já se considera “o dono da situação” >>>

Nem bem assumiu Cunha já se considera “o dono da situação”

Sobre Amorim Sangue Novo

Amorim Sangue Novo, é jornalista--Mtb/SP 59858, contador-CRC/SP 842.156 e especialista em hardware (Desenvolvedor Microsoft). Foi colunista no jornal interno da Lion/Caterpillar, criou e foi redator chefe do jornal interno da Adubos Vianna e é Ex-Diretor de Trânsito na cidade de Panorama. Diretor na Amorim Informática e Jornalismo. atua como editor dos sites Jornal Digital Panô City -www.panocity.com.br- e Sem medo da verdade -www.semmedodaverdade.com.br- e mantém páginas em diversos outros sites e blogs.
Esta entrada foi publicada em Amorim Sangue Novo, Opinião, Política, Vídeo e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.