Comissão Processante pede a cassação do mandato do prefeito de Agudos por improbidade

Comissão aprovou relatório contra o prefeito Altair Francisco da Silva, suspeito de pagamento por serviços não prestados. Ele nega as irregularidades.

Comissão Processante (CP) da Câmara de Vereadores de Agudos (SP) aprovou nesta sexta-feira (6) o relatório que pede a cassação do prefeito Altair Francisco da Silva (PRB) por improbidade administrativa. Ele é acusado de ter pago R$ 5,8 mil ao locutor Everaldo Wagner da Silva por serviços não prestados.

Leia a completa clicando aqui >>>