Anatel confirma desligamento da TV digital em São Paulo em 29 de março

De acordo com a agência, se o sinal analógico fosse desligado hoje 8% da população de São Paulo e entorno ficaria sem tv digital.

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, confirmou nesta terça-feira (31) que está mantida para 29 de março a data de desligamento da TV analógica na cidade de São Paulo e nos municípios do entorno.

Segundo Quadros, o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) não vai propor, ao Ministério das Comunicações, nenhuma mudança no cronograma de desligamento do sinal analógico na grande São Paulo.

“Os dados mostram que até a data do desligamento atingiremos o índice de 93% dos domicílios aptos a receberem o sinal digital. Não vai haver adiamento”, afirmou Quadros, que também presidente o Gired.

Ele destacou, porém, que o ato do desligamento precisa de uma portaria assinada pelo ministro de Ciência, Tecnologia, Comunicações e Inovação, Gilberto Kassab.

Adiamento  
As empresas de telefonia chegaram a pedir o adiamento do cronograma de desligamento na grande São Paulo e também em outras cidades. Quadros disse que o pedido referente a São Paulo já foi rejeitado, mas que os outros pedidos ainda serão analisados nas próximas reuniões do Gired.

De acordo com Quadros, uma pesquisa do Ibope mostrou que, se o sinal de TV analógico fosse desligado hoje na região, só 8% da população ficaria sem sinal digital. A pesquisa apontou que, atualmente, 86% dos domicílios já estão aptos par receber o sinal digital.

O Ministério prevê que, para o sinal ser desligado, 93% dos domicílios devem estar aptos a receber o sinal.

Com a confirmação da agência, a grande São Paulo deve ser a terceira região a desligar o sinal analógico. Já foram desligados os sinais na cidade de Rio Verde (GO) e no Distrito Federal.