Apesar das afirmações da Veja, Globo e outras mídias, vejam no vídeo que, em momento algum, há a citação sobre o Lula ser, de fato, o proprietário do Tríplex do Guarujá, mas cita Léo Pinheiro: “aqui tem uma unidade que pertence à família do ex-presidente, declarada no termo de adesão”. Vejam também que o Léo Pinheiro é induzido a dar as respostas que interessam ao interlocutor, o qual também citou: “…alguma relação da família do ex-presidente com os imóveis”.
Com relação ao João Vaccari Neto o Léo Pinheiro cita claramente: “ele me falou que tinha um imóvel no Guarujá” mas não cita especificamente ser o tríplex

Abaixo: Matéria da Veja
O tríplex era do Lula, diz Léo Pinheiro a Moro
Empreiteiro também afirmou que os valores usados na reforma do apartamento no Guarujá provinham de propina de obras da Petrobras

O ex-presidente da OAS José Aldemario Pinheiro, o Léo Pinheiro, afirmou nesta quinta-feira ao juiz Sergio Moro que o tríplex 164 do edifício Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo, pertencia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O apartamento era do presidente Lula desde o dia que me passaram para estudar os empreendimentos da Bancoop [cooperativa habitacional dos bancários]. Já foi me dito que era do presidente Lula e de sua família. Que eu não comercializasse”, afirmou o empreiteiro após ser perguntado pelo advogado do petista, Cristiano Zanin Martins, se ele “entendia” que a OAS havia repassado a propriedade ao ex-presidente.
No depoimento, que foi dividido em seis vídeos, o empreiteiro ainda afirmou que o dinheiro gasto para bancar as reformas no tríplex provinha de propinas de contratos da Petrobras.”A OAS não teve prejuízo na reforma porque foi paga através da Rnest (refinaria Abreu e Lima, da Petrobras), do encontro de contas dela e de outras obras. Isso é muito claro”, afirmou. Mais adiante, ele confirmou que usou “valor de pagamento de propina” nas obras. Desde que a informação veio à tona, a defesa de Lula nega que ele seja proprietário do apartamento.
Durante o mesmo interrogatório, Pinheiro revelou ao juiz que foi orientado pessoalmente por Lula a destruir provas que pudessem incrimina-lo. Segundo ele, a destruição de evidências foi discutida com o petista em um encontro em junho. “O presidente (Lula) me fez a seguinte pergunta: ‘Léo — notei que ele estava até um pouco irritado —, você fez algum pagamento a João Vaccari (ex-tesoureiro do PT) no exterior’. Não, presidente. Eu nunca fiz pagamento a essas contas no exterior. ‘Como é que o senhor está procedendo os pagamentos para o PT?’ Através de João Vaccari, de orientação de caixa dois, doações diversas a diretórios, e tal.’ Você tem algum registro de encontro de contas, de alguma coisa que tenha feita com João Vacari. Se tiver, destrua’, relatou o empreiteiro, reproduzindo a conversa que supostamente teve com o petista. Após a fala, os advogados de Lula ficaram por alguns minutos em silêncio.
Léo Pinheiro é réu por corrupção e lavagem de dinheiro junto com o ex-presidente na ação penal que tramita na 13ª Vara Federal de Curitiba e está na fase de oitiva dos acusados. O interrogatório de Lula está marcado para o dia 3 de maio.
As declarações do empreiteiro foram dadas num momento em que ele negocia um acordo de colaboração premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato. A informação foi confirmada pelo próprio Ministério Público no início da audiência.
Em nota, a assessoria de Lula afirmou que a afirmação de Pinheiro é “desprovida de provas e faz ilações sobre supostos acontecimentos de três anos atrás que jamais ocorreram”. “Ela foi feita por alguém que busca benefícios penais”, diz o texto.

Título e subtítulo: Amorim Sangue Novo

Leia também:
Requião: “delação premiada é surrealismo“ >>>
Há 11 meses, Léo Pinheiro inocentou Lula e MP não aceitou delação >>>
Procuradores escolhem a delação que convém à Lava Jato, diz Polícia Federal >>>
Sérgio Mamberti: Por que perseguem Lula? >>>

Publicado em por Amorim Sangue Novo | Deixar um comentário

Além de Gussi os líderes partidários que fazem parte da lista são: Baleia Rossi (PMDB), Arthur Lira (PP), Eros Biondini (PROS), Efraim Filho (DEM), Cleber Verde (PRB), Aureo (Solidariedade), Professor Victório Galli (PSC), Marcos Montes (PSD), Aelton Freitas (PR), Ricardo Tripoli (PSDB), Tereza Cristina (PSB) e Arnaldo Jordy (PPS)

“STF manda apurar demora em ação contra Temer na Câmara

Marco Aurélio Mello determina que Ministério Público Federal investigue motivo pelo qual comissão de impeachment ainda não foi instalada

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira, 20, que o Ministério Público Federal (MPF) apure a demora na instalação da Comissão do Impeachment do presidente Michel Temer na Câmara. O colegiado foi criado há mais de um ano, mas não tem o número suficiente de membros para funcionar. Os deputados que ainda não fizeram as indicações poderão ser investigados por crime de desobediência e prevaricação.

No mandado de segurança do advogado mineiro Mariel Marley Marra ao Supremo, acatado por Marco Aurélio, ele pede que o MPF noticie os parlamentares. (…)

A Comissão foi criada em 5 de maio do ano passado por ordem de Marco Aurélio. Apenas nove partidos indicaram 16 membros do órgão. A comissão deve ter 66 integrantes e, para funcionar, precisa de metade mais um.

Marco Aurélio determina que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), seja notificado de sua decisão e receba uma cópia do documento. Se o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, identificar a prática de crime pode pedir abertura de inquérito no STF. As penas para desobediência ou prevaricação podem resultar na perda de mandato. Procurada, a assessoria da Câmara informou que a presidência da Casa ainda não havia sido notificada.”

Da redação com, Estadão – Título e subtítulo Amorim Sangue Novo

Publicado em por Amorim Sangue Novo | Deixar um comentário

Foto: Arquivo do Jornal Digital Panô City

O vereador e presidente da Câmara Municipal da cidade de Panorama, Edemir Vermelho do PSDB, através de vídeo que está sendo distribuído nas redes sociais e chegou a té a nossa redação, demonstra seu repúdio a nota lançada pela TV Fronteira, afiliada da Rede Globo para a região de Presidente Prudente, na última quinta, (20)

Veja vídeo que deu origem ao comentário do vereador Vermelho clicando aqui >>>

Veja também:
Câmara de Panorama autoriza uso de carro particular do prefeito a serviço do município
>>>

Leia abaixo o Projeto que não foi aprovado pelos vereadores Luiz Estevão Duarte (Luiz Cabrito)/PSB e Ricardo Delmore/PPS na íntegra:

PROJETO DE LEI Nº 012/17 DE 17 DE ABRIL DE 2017

Concede autorização ao Chefe do Executivo Municipal para utilização de veículo particular a serviço do município.

Dr. GIULIO CESAR LIMA PIRES, Prefeito do Município de Panorama,  Estado de São Paulo,  usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei, etc;

Faz saber que a Câmara Municipal de Panorama, decreta e ele promulga a seguinte Lei:

Art. 1º –  Fica o Chefe do  Executivo Municipal  autorizado  a  utilizar   o  veículo de uso particular,    marca/modelo   I/ TOYOTA HILUX CDSRVA4FD,   ano/modelo            2016/2017,  Renavam  01105885132,  Placas GIZ 4960,  chassi 8AJHA8CD2H2588723,  a serviço do município.

Art. 2º)–  Fica autorizado ainda o  abastecimento,  manutenção e  seguro  total  do veículo acima mencionado.

Art. 3° –  Caso a Prefeitura Municipal venha a adquirir  um  veículo  para  uso  do Chefe do Executivo Municipal, fica cancelada esta autorização.

Art. 4º)-  Revogadas   as  disposições   em  contrário, esta  Lei  entrará em vigor na data   de sua  publicação.

Município de Panorama, 17 de abril de 2.017.

                                Dr. Giulio César Lima Pires

Prefeito Municipal

 

Publicado em por Amorim Sangue Novo | 1 comentário